O OPORTUNISTA RELATÓRIO DA CIA

O OPORTUNISTA RELATÓRIO DA CIA

Nesta semana, a mídia e os esquerdopatas fanáticos, juntamente com os “anti-bolsonarianos”, exultaram com a divulgação de um Relatório da CIA que condena (?!?) os generais do regime militar de 1.964/85, no Brasil.

Mas, esta louvação ridícula é totalmente despropositada.

E explico (quase desenhando) porque acho isto:

Aos esquerdopatas e mídia dissimulada, a justificativa é simples. Até “ontem” a CIA não tinha credibilidade alguma, sendo considerada (inclusive com deboche) pela esquerda como uma entidade do mal, responsável por todas as mazelas ocorridas no mundo, desde o embargo a Cuba (1.960).

Aos “anti-bolsonaristas” – Será que ninguém, mesmo no alto de sua experiência e discernimento estranhou que tal notícia (ou factoide) tenha surgido somente 44 ANOS depois do fato, e exatamente quando o Bolsonaro lidera as pesquisas de intenção de voto, e é o preferido da maioria para ocupar o cargo de Presidente do Brasil?

Hipocrisia é pouco!

Pois, para os primeiros, a CIA virou uma fonte confiável e credível; enquanto para a turma que só votará no Bolsonaro caso o adversário no 2º turno seja “pior que ele” (sic), tudo vale para criticar o favorito.

Isto que os “anti-bolsonarianos” nada farão para impedir a ida do famigerado (pior) candidato da esquerda ao 2º turno. Nem que seja escolhendo votos em candidatos sem nenhuma chance, “só para marcar presença”.

Estamos diante da grande virada moral (nossa maior crise) e muitos “brasileiros responsáveis” pensam em favorecer um amigo, ou um parceiro.

Daí, por si só, se explica a escalada do PT ao poder. Enquanto a esquerda se une para uma única alternativa, a direita (com suas variantes liberais, capitalista, e ortodoxa) se divide em torno de ideias e amigos. Mesmo sabendo que ambos são inviáveis no momento!

Apesar de não questionar a denúncia “claramente oportunista”, gostaria – por amor à verdade – esclarecer dois fatos que reputo importantíssimos e altamente relevantes:

1º) o “tal” relatório (cujo original não apareceu…) é datado de 11/abril/1974, e está escrito num “sistema operacional” chamado de “Microsoft Word”, processador de texto criado em 1983, apenas 11 ANOS depois;

2º) o “tal” relatório se refere ao “Centro de Inteligência do Exército” (Army Intelligence Center – CIE),  que somente foi oficialmente criado em 23/12/1992 e passou a valer a partir de 1º/01/1993 para substituir o nome “Centro de Informação do Exército”.

Temos então que o “super credível” relatório enganou não só o eficiente departamento de investigação da Rede Globo, como um montão de gente que prefere “acreditar em bruxas” para criticar o capitão/deputado Jair Bolsonaro.

Mais um ataque oportunista foi desmascarado!

Marcelo Aiquel – advogado (13/05/2018)

Esta entrada foi publicada em ASSUNTOS MILITARES, BRASIL, FORO DE SÃO PAULO, POLÍTICA BRASILEIRA, TERRORISMO. Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Os comentários estão encerrados.